O QUE É MELHORAL®?
Melhoral® é um analgésico e antipirético indicado para o alívio sintomático de gripes e constipações, alívio das dores ligeiras a moderadas incluindo enxaquecas, dores de garganta, dores musculares e reumáticas.

A QUEM SE DESTINA?

Melhoral® é indicado em adultos e crianças com mais de 16 anos de idade.

COMO USAR?

Melhoral® é um analgésico e antipirético, podendo ser recomendado para:
a) Alívio sintomático de gripes, estados febris, resfriados e constipações, incluindo situações febris resultantes de constipações.
b) Alívio das dores ligeiras a moderadas incluindo cefaleias, enxaquecas, odontalgias, dores de garganta, dismenorreia, dores musculares e reumáticas.
O medicamento deve ser descontinuado se:
– as dores piorarem ou se se prolongarem por mais de 10 dias;
– a febre aumentar e se se prolongar por mais de 3 dias. [Quando indicado para estados febris.]

COMPOSIÇÃO

Cada comprimido contém 500 mg de ácido acetilsalicílico e 30 mg de cafeína.

APRESENTAÇÃO

Embalagem de 20 comprimidos.

SABER MAIS

Melhoral® tem por base o ácido acetilsalicílico, um dos analgésicos (alivia a dor) e antipiréticos (baixa a febre) mais utilizados em todo o mundo, devido à sua comprovada eficácia na dor e febre e à sua segurança. Como complemento, o Melhoral® contém ainda cafeína, que para além de ter uma ação estimulante, potencia a ação do ácido acetilsalicílico permitindo deste modo um alívio mais rápido e eficaz.

Não tome Melhoral®:
-Se tem alergia (hipersensibilidade) ao ácido acetilsalicílico e à cafeína, aos salicilatos ou a qualquer outro componente deste medicamento;
– Não usar em crianças e adolescentes com idade inferior a 16 anos, a não ser por recomendação expressa do médico;
– Se tem alguma doença renal ou hepática;
– Se tem história de hemorragia gastrointestinal ou perfuração gástrica após tratamento com anti-inflamatórios não esteroides (AINEs);
– Se tem úlcera péptica ativa ou pré-existente;
– Se tem ou teve gota;
– Se tem história de reações de hipersensibilidade (por exemplo: asma, broncoespasmo, rinite, urticária, pólipos nasais) na sequência de tratamentos com ácido acetilsalicílico ou outros AINEs;
– Se tem história de hemofilia, trombocitopenia, ou outros distúrbios de coagulação.

INSTRUÇÕES

Adultos (incluindo idosos) e crianças com idade superior a 16 anos: 1 a 2 comprimidos. Estas doses podem ser repetidas com um intervalo de 4 a 6 horas conforme necessário.
Dose máxima diária: 8 comprimidos (Ácido acetilsalicílico 4000 mg / cafeína 240 mg) em 24 horas.
Não exceda a dose máxima.
Não tome Melhoral com uma frequência inferior a 4 horas.
Via oral. Tomar Melhoral® com água. Melhoral® pode ser tomado durante as refeições.

MELHORAL, comprimido oral é um medicamento não sujeito a receita médica e está indicado no alívio sintomático de gripes, estados febris, resfriados e constipações, incluindo situações febris resultantes de constipações; no alívio das dores ligeiras a moderadas incluindo cefaleias, enxaquecas, nevralgias e dores nevríticas, odontalgias, dores de garganta, dismenorreia, dores musculares e reumáticas. Precauções especiais de utilização: evitar a administração concomitante de Melhoral com outros AINEs; não administrar a crianças com menos de 16 anos, a não ser com prescrição médica; usar com especial atenção em doentes idosos, doentes hipertensos, com insuficiência renal ou hepática ligeira a moderada e em doentes desidratados; em doentes com insuficiência renal grave, o uso de Melhoral está contraindicado; em doentes com insuficiência hepática grave o uso de Melhoral está contraindicado; devido ao efeito inibidor da adesão plaquetária, o ácido acetilsalicílico pode causar um aumento das hemorragias durante e após os actos cirúrgicos; doses elevadas podem precipitar o aparecimento de anemia hemolítica aguda em doentes com deficiência na G6PDH; durante o tratamento com Melhoral, o consumo excessivo de cafeína (por exemplo: café, chá e algumas bebidas embaladas) deve ser evitado; não usar Melhoral durante o terceiro trimestre de gravidez, excepto com supervisão médica.
Leia cuidadosamente as informações incluídas no folheto informativo e em caso de dúvida ou persistência dos sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico.